quarta-feira, julho 22, 2015

A importância das equipes do interior de São Paulo para o futebol brasileiro


       Se tornar um jogador de futebol profissional é sonho de milhares de jovens brasileiros, mas, infelizmente, muitas das vezes não passa de um mero sonho. Alguns até conseguem uma chance, mas, não conseguem muito sucesso dentro do campo. Foi assim com o ex-lateral esquerdo Vanderlei Luxemburgo da Silva. De fato, Luxa até chegou a conquistar uma ninharia títulos como jogador profissional do Flamengo. Seu ápice no futebol apareceu mesmo quando decidiu pendurar as chuteiras e se tornar treinador de futebol.
       
       O carioca é o tipo de cara que ou você admira ou então não vai com a cara. Tem personalidade, isso ninguém tira, e muito menos de suas conquistas como treinador do futebol. Quando se fala em Luxa o estereótipo do comandante baseia-se na imagem do treinador à frente de equipes de maior expressão como: Palmeiras; Santos; Flamengo; Cruzeiro; Grêmio, etc. O principal é omitido: a sua origem como treinador. O sucesso de Vanderlei surgiu, principalmente, por comandar no interior de São Paulo, o Bragantino. Efetivamente não decepcionou. Trouxe alegria aos torcedores da Linguiça Mecânica. Seu primeiro grande feito no Braga foi conquistar dois títulos: a Série B do Campeonato Brasileiro de 1989 e o Campeonato Paulista de 1990.

         Outro ex-jogador, Dorival Guidini Júnior, ou mais conhecido como: Doriva, por sua vez, foi um jogador de mais sucesso do que fora Vanderlei Luxemburgo. Começou sua carreira como volante atuando pelo São Paulo e obteve títulos importantes como, por exemplo, a Taça Libertadores da América e a Recopa Sul-Americana. Em 2008 decidiu pendurar as chuteiras por conta de arritmia cardíaca. Decidiu então, se preparar para atuar como técnico de futebol. Sua primeira oportunidade surgiu também em outra equipe do interior de São Paulo. O convite foi para comandar o Ituano. Por certo, não demorou para mostrar serviço em seu comando. Eliminou nada menos do que o Corinthians na primeira fase. Na sequência, o Palmeiras foi eliminado e a próxima vítima do Galo rubro negro foi eliminar o Santos nas penalidades máximas em pleno Estádio Paulo Machado de Carvalho.
        Evidentemente que ambas as promessas trouxeram recursos financeiros para os clubes do interior, e claro deixaram seus cartões de visitas para o mercado futebolístico. A carreira de um técnico não se diferencia dos jogadores. É preciso começar de algum lugar. O interior de São Paulo tem esse papel de dar espaço na defluência onde poderá muito bem trabalhar na reformulação perante escassez de jovens talentos futebolísticos. Talvez assim possamos voltar a ser o País do Futebol.