domingo, setembro 20, 2015

Arbitragem se complica no clássico entre Corinthians e Santos

Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians 
Bom, se o bandeirinha não tivesse avisado ao árbitro principal sobre o pênalti cometido por Zeca em cima de Vagner Love não seria nenhum absurdo em dizer que o clássico acabaria em mais um fraco zero a zero.

Evidentemente que só faltou ao bandeira falar para o árbitro central a pessoa certa que cometeu a infração. A partir daí, o árbitro fez uma verdadeira lambança. Conseguiu expulsar o jogador errado e já virou aquela confusão. Mas, uma coisa todos nós sabemos: o cara chutou a perna do Vagner Love dentro da área, ou seja, foi pênalti. Isso ninguém pode negar.

Quem poderia ter sido humilde era o lateral do Santos, Zeca, ele que cometeu o pênalti e não o David Braz. Em nenhum momento o lateral se prontificou em falar – Olha professor, beleza você marcou pênalti! Mas, se for para expulsar alguém, eu quem devo sair. Mas, o garoto ficou quieto e David Braz saiu transtornado de campo e com toda a razão.

Esses jogos transmitidos às 11 horas da manhã sempre culpam o calor por tudo. Se o jogo está ruim, a culpa é do calor. Se houve acréscimo foi por causa do calor e vice-versa. 

Hoje em Itaquera, os termômetros do campo registravam nada menos que 38 graus, e claro, o jogo estava ruim. O culpado? O calor. Enquanto isso, em Goiânia, a temperatura era ainda mais elevada. Os termômetros registravam 44 graus no campo, mas nem isso foi páreo para o zagueirão do Goiás fazer um golaço de bicicleta. E ainda os caras conseguem culpar o calor, dá para acreditar? Pessoas colhem tomates em temperaturas tão altas como essas e ninguém está nem aí.