segunda-feira, outubro 05, 2015

Tem explicação a derrota do Palmeiras?

Foto: Reprodução Chapecoense F.C.

Você pode até perguntar para o Papa que ele não saberia justificar o motivo da derrota. Talvez erros de treinamento; escalação; uma feijoada; uma folguinha a mais ou simplesmente pela determinação e garra dos jogadores do time adversário. Sim, a Chapecoense teve seus méritos.

Não sou técnico de futebol, não treino nenhum time e muito menos vou com a cara do Amaral, mas sei que ele não tem a mínima condição de atuar com a camisa do Palmeiras. Mas, não vou crucificar o cara. Ele não tem culpa de ter sido contratado. O contratante que tem. Se o time perdeu ontem, foi pela falta de competência e comprometimento de todos os palmeirenses.

A grande mídia caracteriza o episódio como mais um vexame na história do Campeonato Brasileiro para variar. Os torcedores adversários seguem com a zoeira sem limites. Um dia da caça outro do caçador, já dizia esse velho ditado popular.

Uma coisa é fatual: o jogo foi ganho na base da bola. Não sou hipócrita para falar que um clube como o Palmeiras pode perder de 5 a 1 para a Chapecoense. Pela grandeza do clube é evidente que fica feio, mas também não podemos nos esquecer de aplaudir quando o adversário for melhor.  

Paralelamente a isso, temos outro ponto a ser pensado: se não fossem as vaciladas qual graça teria o futebol? Ontem foi a vez do Palmeiras sofrer. Em breve será a vez de: Corinthians, São Paulo, Santos e por aí vai...

É hora de virar a página e correr nos próximos 90 minutos o que não se correu ontem à noite no sul do País.