segunda-feira, março 28, 2016

Palmeiras deve acordar após banho de água santa


Depois de tomar um banho de água santa no último domingo não é possível que a Sociedade Esportiva Palmeiras não reaja e volte aos seus dias de lutas e glórias. Mas, para isso falta ter: fé, raça, e amor a camisa.

Até o supersticioso Cuca e devoto de Nossa Senhora de Aparecida tem apelado para a padroeira do Brasil. Há uma imagem da santa bordada em sua camisa de treinador do Palmeiras, mas – convenhamos – de nada adianta se não houver fé e raça de seus jogadores.

O Palmeiras sempre foi um time de muita fé, raça e vibração. São Marcos e Edmundo foram exemplos disso. Hoje, a Sociedade Esportiva Palmeiras tem Jesus e para Jesus nada é impossível.

Já passou da hora do elenco do Palmeiras ter união para lutar contra o péssimo momento da equipe alviverde, mas nem por isso esses caras devem deixar de correr e ralar as suas poupanças no gramado e não apenas por conta da instituição que eles trabalham, mas sim pelos mais de 16 milhões de torcedores apaixonados espalhados pelo Brasil e no mundo.

Nada melhor do que um banho de água fria, santa, seja lá o que for para lavar a alma.

Avanti Palestra!