terça-feira, maio 10, 2016

Há uma nova geração de técnicos no Brasil: veja quem está nessa lista



O futebol brasileiro sempre foi conhecido por revelar muitos jogadores por temporada, mas recentemente, uma nova geração de técnicos vem surgindo e colocando os famosos medalhões
– Felipão, Oswaldo de Oliveira, Marcelo Oliveira, Vanderlei Luxemburgo, etc – para escanteio na hora das negociações.

O Blog listou quem está nesta nova geração de técnicos no Brasil, confira:

1. Fernando Diniz, técnico do Osasco Audax

Esse é o cara quando se pensa na palavra renovação no futebol brasileiro. Foi eleito o melhor técnico do Paulistão 2016 com um estilo de jogo audacioso. Bonito, louco, eficiente e desafiador.

Diniz mostrou que falta ao futebol brasileiro ousadia e alegria como já dizia a música do pagodeiro Thiaguinho. O futebol precisa deixar de ser tão pragmático e esse técnico soube muito bem mudar isso levando o Osasco Audax para a final contra o Santos neste Paulistão. Eliminou gigantes como, por exemplo, São Paulo e Corinthians. Além de ser ex-jogador, o Diniz também é formado em psicologia.

2. Sérgio Vieira, ex-técnico da Ferroviária

O portuga e ex-centroavante, Sérgio Vieira, pertence ao Atlético Paranaense e foi uma excelente jogada de marketing da diretoria do clube paranaense. Não apenas para avaliar o desempenho do treinador que até então comandava o sub-23 do Furacão, mas para colocá-lo em uma verdadeira prova de fogo comandando um clube num campeonato de primeira divisão.

Houve momentos em que o time comandado pelo treinador teve o melhor ataque da competição, com média de dois gols por jogo, além de 51% de precisão nos arremates.

3. Antônio Carlos Zago, técnico do Juventude

Esse o torcedor palmeirense conhece bem. Foi ex-zagueiro e dirigiu o clube paulista por três meses. Chegou ao Juventude em agosto do ano passado. Fez cursos fora do Brasil, um verdadeiro estudioso. Foi para a Europa e hoje tem três licenças da Uefa para ser técnico de futebol.

Zago fez estágio no Shakhtar e na Roma, rodou pela Europa e foi auxiliar, técnico, observador e analista. O resultado disso apareceu neste estadual onde tirou o Grêmio e conseguiu levar o Juventude para a decisão do Gauchão contra o Internacional. Não foi campeão, mas merece atenção e destaque. O técnico é mais um bom exemplo desta nova geração de técnicos de futebol no Brasil.

4. Milton Mendes, técnico do Santa Cruz

O cara foi ex-jogador e surgiu quietinho como treinador. Sua primeira equipe como comandante foi o Manchico, de Portugal em 2001.
No Brasil começou apenas em 2014, quando foi treinador do Paraná e obteve 52,38% dos pontos disputados. Logo depois, assumiu a Ferroviária e alcançou um excelente retrospecto, foram conquistados 78,43% dos pontos disputados.
No ano passado, comandou o Atlético Paranaense, mas obteve apenas 51,96%.

Em março deste ano chegou ao Santa e logo foi campeão duas vezes: Copa Nordeste e Estadual. Seu retrospecto até aqui é de 69,69% dos pontos disputados. É mais um treinador brasileiro que faz parte desta nova geração de técnicos no Brasil.

5. Roger Machado, técnico do Grêmio

Outro que merece destaque nesta nova geração de técnicos é o ex-jogador, Roger Machado, cria do clube gaúcho. Seja como jogador e treinador. Foi revelado pelo Grêmio e lançado por um dos medalhões, Luiz Felipe Scolari, e depois seguiu para outros clubes.

A partir de 2011, começou a ser auxiliar técnico do Tricolor Gaúcho. Em duas oportunidades foi técnico do Grêmio em jogos contra o maior rival, o Internacional. Em ambas, venceu por 2 a 0. Em 2014, pulou a cerca e foi para o Juventude. Ficou pouco tempo e logo foi demitido.

Em maio de 2015, reassumiu o Grêmio e transformou o futebol da equipe gaúcha. Um dos jogos que ficará para sempre na memória dos gremistas foi a vitória sobre o Inter por 5 a 0 sob o comando do treinador. Atualmente vive um momento conturbado por não ter conseguido a classificação para decisão do Gauchão. Seu retrospecto até o momento é de 63% dos pontos disputados.

6. Argel Fucks, Técnico do Internacional

O técnico do Inter, Argel Fucks, foi quem levou o título de melhor técnico do Gauchão e não poderia ficar de fora desta nova geração de técnicos aqui no Brasil. Fucks ficou conhecido pela sua personalidade e garra. Certamente acrescentou muito ao Internacional desde a sua chegada a Porto Alegre. Até o momento comandou o Colorado em 15 jogos. Conquistou 8 vitórias, três empates e quatro derrotas.